Biografias

MÁRIO JOÃO ALVES • Libreto
Escreveu diversos guiões e obras musicais para a infância. Publicou A Valsa dos sem-isqueiro; Amilcar, consertador de búzios Calados (Prémio Matilde Rosa Araújo), Afonso Cabrita, meu tio, ensaísta, toureiro e melancólico (Prémio Bocage de Conto), José, será Mago? e Histórias da Música em Portugal. Tenor, tem-se apresentado no Teatro de S. Carlos, La Fenice de Veneza, La Monnaie de Bruxelas, BAM de New York, Maestranza de Sevilla, Cairo Opera House, Muscat Royal Opera House, Seoul Arts Center, e Tokyo, Macau, Lausanne, Maputo, Turim, Paris, entre outros. Foi co-fundador das Vozes da Rádio, Ópera Isto e dirige o Estúdio de Ópera do CMC.

NUNO CORTÊ-REAL • Composição
Tem vindo a afirmar-se como um dos mais importantes compositores e maestros portugueses da atualidade. Das suas estreias destacam-se 7 Dances to the death of the harpist, Concertgebouw, Amsterdam; Pequenas músicas de mar, Purcel Room, Londres; Concerto Vedras, St. Peter’s Episcopal Church, Nova York; Novíssimo Cancioneiro, Siglufirdi Festival, Reikiavik; e a ópera O Rapaz de Bronze, Casa da Música, Porto. Dos agrupamentos que têm tocado a sua música destacam-se: Remix Ensemble, Royal Scottish Academy Brass, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra do Norte, Orchestrutopica, e solistas e maestros como Lawrence Renes, Julia Jones, Stefan Asbury, Ilan Volkov, Kaasper de Roo, Cristoph Konig, David Alan Miller, Paul Crossley, John Wallace, Mats Lidström, Rui Pinheiro e Cesário Costa.

ANTÓNIO DURÃES • Encenação
Profissional de teatro desde 1984, fez a sua formação na Escola de Formação Teatral do Centro Cultural de Évora. Encenou L’Elisir d’Amore, de Donizetti (2005) para o Circulo Portuense de Ópera, e a Ópera dos Três Vinténs, de Brecht/Weill (2015), para o Estúdio de Ópera da ESMAE. No entretanto encenou, entre outros: Maldoror (Lautréamont) para os Mão Morta (2010), Winterreise, de Schubert (2011), Rita, de Donizetti (2013), O Cavaleiro das Mãos Irresistíveis, de Ruy Coelho (2015), A Querela dos Grilos, de Fátima Fonte (2014), L’Enfant et les Sortileges e L’Heure Espagnole de Ravel (2011), Orfeu nos Infernos de Ofenbach, entre outros. Em dezembro de 2012 encenou Então Ficamos, o espectáculo de não-encerramento de Guimarães Capital Europeia da Cultura. É, desde 2001, professor de interpretação (cursos de teatro e música/canto) da ESMAE.

TERESA NUNES • Soprano
Começou por estudar piano na Escola de Música de Esposende. A sua paixão pela música levou-a a aprofundar os conhecimentos tendo-se licenciado em Canto e pós-graduado em ópera na ESMAE. Em 2008 co-fundou o Quarteto Contratempus que se dedica à música contemporânea, com quem estreou obras de diversos compositores portugueses. Com este grupo tem também explorado a componente cénica dos concertos de câmara. Tem-se apresentado em recital e ópera em diversas salas em Portugal, Espanha e Brasil.

SÉRGIO RAMOS – Barítono

Licenciado em Música variante Canto, pela ESMAE com classificaçao final de 19 valores sob a orientação de Rui Taveira. Tem interpretado várias obras como solista, nomeadamente “Cosi Fan Tutte” de Wolfgang Amadeus Mozart, “Bastien und Bastienne” de W.A. Mozart, “La Serva Padrona” de J.B.Pergolesi,  “Mumadona” de Carlos Azevedo, “L’enfant et les sortilèges” de M. Ravel, ”Fairy Queen” de Henry Purcell, “Diálogos do Medo” de F.Poulenc, “A Flauta Mágica” de W.A.Mozart, “L’ Heure Espagnole” de M.Ravel, “Orfeu nos Infernos” de J.Offenbach e “Auto da Índia”. Durante o seu percurso trabalhou com: António Saiote, Michelangelo Galeati, João Paulo Santos, Pedro Sousa Silva, Filipe Veríssimo, Jonathan Ayerst, Peter Konwitschny, António Durães, Claúdia Marisa, Sara Erlingsdotter,Bárbara Franck, Vitor Matos, Vitor Lima, Bruno Martins, entre outros.

CRISPIM LUZ • Clarinete
Estudou no Conservatório de Música do Porto e na ESMAE. A importância de cada gesto e de cada palavra obtidas na sua formação foram vitais na participação e obtenção de prémios nos concursos nacionais e internacionais. Em 2007 assumiu o lugar de concertino da BSP. Amante da música de câmara, criou junto com três amigas o Quarteto Contratempus. Durante 2016 participará na digressão nacional e internacional da ópera Os dilemas dietéticos de uma matrioska do meio.

SUSANA LIMA • Violoncelo
Estudou violoncelo na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo com a professora Pétia Samardjieva, prosseguindo na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto com o professor Jed Barahal. Concluiu o Mestrado em Ensino da Música na Universidade de Aveiro com a dissertação A cadeira ergonómica na prática e ensino do violoncelo sob a orientação científica da Professora Doutora Filipa Lã. Frequentou um curso de Aperfeiçoamento do Violoncelo com Romain Garioud. Actualmente integra o Quarteto Contratempus e o Quarteto ADLIB e leciona violoncelo na Academia de Música de Viana do Castelo.
 
BRENDA VIDAL HERMIDA • Piano
Estudou no Conservatório Superior de Vigo com os professores Cristina Olivar, Maider Odorgoizti, Emilio Álvarez e Nicasio Gradaille. Em 2005, foi admitida na ESMAE, na classe do professor Luis Filipe Sá. Concluiu ambas escolas, com as mais altas qualificações. Assistiu a cursos de aperfeiçoamento de piano, música de câmara e acompanhamento vocal, orientados por Almudena Cano, Josep Colom, Claudio Martínez Mehner, Peter Efler, Alexander Kandelaky, Imre Rohmann, Eulalia Solé, Luiz de Moura Castro, Iván Citera, Blanca Uribe, e Miguel Ángel Chavaldas. Apresentou-se como solista em várias ocasiões, e colabora com: Hulencourt Soloist Chamber Orchestra (Bruxelas), Orquestra Filharmónica Cidade de Pontevedra, Banda Sinfónica Portuguesa, Banda Municipal de A Coruña e a Banda de Música de Pontevedra, entre outros. Actua em grandes salas de Espanha, Portugal, Holanda, Bélgica, Polónia, Brasil e China.

MARIANA FIGUEROA • Desenho e Operação de Luz
Concluiu o Bacharelato em Fotografia (2001) e a Licenciatura Bietápica em Teatro (2002), na Escola Superior Artística do Porto. Especializou-se em Luminotecnia (2010) na Escola Superior de Tècniques de les Arts de l’Espectacle, em Barcelona. Desenhou luz para Espelhos (2012), espectáculo de música e artes plásticas dirigido por Pedro Moura; Uma Aventura no Espaço (2013), encenação de Carla Veloso e Igor Gandra; Different Bodies Different Movements (2013), coreografia de Pedro Pires e A Querela dos Grilos (2015), ópera encenada por António Durães.

HUGO EDGAR MESQUITA • Multimédia / Vídeo / Som
Estudou Tecnologias da Comunicação Multimédia na ESMAE e integra presentemente o Mestrado em Multimédia da FEUP. Trabalhou desde 2003 em programação de aplicações multimédia e jogos digitais obtendo distinções como o Prémio Multimédia XXI – Menção honrosa (APMP 2003), Special Mention for “Mobile Program” (FIAMP 2009) e Bronze Web’Art Special Prize (FIAMP 2012). Actualmente, desenvolve projectos na área dos motion graphics, videomapping, instalação e performance multimédia destacando-se a animação Is there a crisis!? – Neu/Now Festival (2012), a instalação multimédia interactiva para a Super Bock Creative Experience – Serralves em Festa (2014) e a performance multimédia algo[rítmico] – Encontrarte (2015). Além das incursões nas artes visuais digitais faz colaborações frequentes como compositor de música electrónica e experimental em diversas obras de cinema e audiovisual destacando-se Closer – Vigília Filmes (2001) e Mau Mau Maria – CreativeParlour/VigíliaFilmes (2014).

INÊS MARIANA MOITAS • Figurinos
Tem a Licenciaura na ESMAE (Interpretação). Trabalhou como atriz com Fernando Moreira, Cristina Carvalhal, António Durães, André Braga, Georgio Barberio Corsetti, Nuno Carinhas, Nuno Preto, Vasco Gomes,Miguel Seabra, Luisa Pinto. Na dança/performance com Joclécio Azevedo, Mariana Rocha, Luís Félix, Catherine Bay e Rómulus Neagu. No cinema com Rodrigo Areias, Francisco Manso e Raquel Freire. Estreia-se como figurinista em 2006 e trabalhou com as companhias: Mau Artista, Teatro Primeiro Andar, Circolando, Teatro do Frio, Erva Daninha, Teatro Ensaio, Terra na Boca,Musgo, Palmilha Dentada, Limite Zero. Colabora com criadores individuais, festivais FIMP e FITEI e com o Serviço Educativo da Casa da Música.

NUNO BRITO E CUNHA • Design
É designer e trabalha no atelier nº 13 da CRU, Porto. É daquelas pessoas que mesmo em dias cinzentos passam por nós a cantarolar baixinho uma cantilena qualquer. Um homem que encara os dias com a atitude de quem já lhes descobriu a melhor parte e que, talvez por isso, transmite determinação e tranquilidade. Desenvolve um trabalho curioso, esse de criar as “vestes” dos melhores vinhos, que aprecia, fazendo-o com sobriedade e bom gosto. Colabora com o Quarteto Contratempus, nomeadamente na criação da imagem gráfica da ópera Os dilemas dietéticos de uma matrioska do meio.

SUSANA OLIVEIRA • Produtora
Mestrado em Teatro – Interpretação e Encenação (ESMAE). Licenciatura em Estudos Teatrais – Interpretação (ESMAE). Formação Avançada em Interpretação e Criação Coreográfica (Companhia Instável). Especialização Artística em Teatro de Rua (ACE/Porto 2001). Workshop Leaders Program (Hope Street – Liverpool). Actriz, encenadora, produtora, assistente de encenação, formadora e docente do Ensino Secundário e Superior. Co-fundadora da V+ Companhia de Teatro. Actualmente produtora do Quarteto Contratempus.

QUARTETO CONTRATEMPUS • Produção
É um grupo de música contemporânea fundado em 2008 pelos músicos, Teresa Nunes (Soprano), Crispim Luz (Clarinete), Susana Lima (Violoncelo) e Brenda Vidal Hermida (Piano), no contexto académico da ESMAE, no Porto. O intuito de fazer este projeto transpôr as barreiras académicas, foi para o fazer chegar a um público mais alargado, a arte sublime que é a música. O Contratempus dedica-se a produzir e interpretar obras de música contemporânea e tem vindo a trabalhar directamente ou sobre as criações de inúmeros autores portugueses e estrangeiros, nomeadamente, com os compositores, Fernando Lapa, Daniel Moreira, João Guilherme Ripper, Fátima Fonte, Nuno Cortê-Real, Sérgio Azevedo, Morten Lauridsen; com os escritores, Mário João Alves, Tiago Schwäbl, Regina Guimarães, José Manuel Mendes e, com os encenadores, António Durães e Catarina Costa e Silva. As suas criações estrearam em Portugal, Espanha e Brasil.

Anúncios